Salada que parece macarrão

O blog ficou meio parado esses últimos tempos. Correria demais. Até fui em alguns lugares veganos que gostaria de resenhar, mas acabei não levando a câmera. Fica para uma próxima.

Para retomar, vou postar uma receita vegana super light. É mais ou menos aquela que serviram no Goa, mas com algumas adaptações minhas. O grande trunfo é que essa mistura de moyashi com abobrinha vira tipo um macarrão, que dá pra jogar com qualquer tipo de molho. Fiquei com vontade de testar e fiz uma “macarronada” com shitake.

Quando eu comprei o shiitake, minha idéia era fazer uma versão mais gordinha dessa receita, usando creme “de leite” de soja, mas como o almoço de hoje não foi muito light, optei pelo molho com tomate mesmo.

Ingredientes:

– 2 abobrinhas (na foto tem 3, mas quando cortei as duas primeiras vi que era mais do que suficiente)
– 1/2 pacote de moyashi
– 1 bandeja de shiitake
1 lata de tomate pelado (pode ser com tomate fresco também)
1 cebola
azeite de oliva e temperos a gosto (eu usei sal e ervas finas só)


Pra começar, a massa: primeiro é só separar e lavar um punhado de moyashi. Essa é a cara dele, para quem não conhece. É o broto do feijão.


Depois é só lavar e cortar a abobrinha em tirinhas bem pequenas. Dá pra usar um ralador ou processador nessa etapa, mas eu cortei na faca mesmo. Ficou mais um fettuccine do que um spaghetti, mas tudo bem, funcionou.


O molho não tem mistério. Cortar a cebola e o cogumelo (eu uso até o caule do shiitake) e refogar no azeite de oliva.



Depois só jogar o tomate pelado (meio cortado) e deixar cozinhar um pouco no próprio molho. Quando  tiver “no ponto”, acrescentar o moyashi e a abobrinha e misturar. Deixei um pouquinho em fogo baixo, mas o ideal é que esses dois últimos ingredientes fiquem crus mesmo. É só dar uma aquecida e deixar que o molho faça o restante. E tá pronto.


Essa porção rendeu a nossa janta de hoje (dois pratos cheios) e ainda sobrou a metade. Para servir dá pra jogar alguns nuts por cima (como sugeri nesse post). Usei castanha de caju granulada, e ficou uma delícia.


Não sei quantas calorias tem um prato, mas deve ser praticamente nada. A sensação é de jantar “comida”, mas na verdade não passa de um saladão. Super light e completamente vegana.

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: