Mini doc Uma Vida Interligada

Acabei de ver esse mini documentário e achei legal postar aqui. A maioria do materiais pró veganismo são agressivos, mostram bichos mutilados, essas coisas. Eu fico abalada e, sinceramente, funciona comigo. Mas tem gente que tem pavor, e acaba sendo um ponto negativo pra ideia. O que eu gostei nesse documentário é que ele vai por outro viés, e mostra praticamente só os benefícios, até mesmo no capítulo que fala dos animais. E o que eu quero com o blog é ir por esse caminho. O vídeo é curtinho, vale a pena a ver.

Mudando de assunto, mas encaixando nesse post, eu gosto da ideia de que as pessoas não precisam ser extremistas em suas escolhas. Ninguém precisa ser vegan ou ser carnívoro 100% do tempo. Outro dia vi uma campanha que dizia “vegan for a day. vegan for a week. vegan for life”. Acho que isso resume bem. Se você ama comer churrasco no domingo, pode continuar comendo. Mas por que não na segunda, terça, quarta, adotar uma dieta vegana? Começar com um dia por semana, depois uma semana por mês, até que você esteja afim de mudar totalmente. Ou não. Mas a longo prazo faz tão melhor pro corpo (e pra cabeça) que se livrar do consumo de produtos animais vai virar uma meta. Agora linkando com as informações do documentário, imagine se toda a população da Terra fizesse uma dieta vegana 3 dias por semana? Os malefícios da produção de carne, como poluição, gasto de recursos naturais, fome extrema em partes do planeta, cairiam pela metade! Às vezes as pessoas consomem produtos de origem animal tão sem graça que não seria esforço nenhum mudar pelo substituto vegetal. Leite desnatado nem tem gosto de leite, dá pra trocar tranquilo por um de soja de qualidade (ou de arroz, ou de amêndoas, ou de côco, ou de hemp, tem várias opções!). Embutidos industrializados são só uma bomba de conservantes e glutamato, com gosto de tempero de macarrão instantâneo, que podem ser facilmente substituídos pela versão de soja, também industrializada e com o mesmo gosto artificial. Pão de forma de saquinho, é só escolher um que não leva nem ovo nem leite, que o gosto é o mesmo. Enfim, para um consumo normal do dia-a-dia, tem produtos que nem fazem diferença, mas as pessoas, por preguiça ou desconhecimento, ainda escolhem os de origem animal. Uma dica pra começar é visitar um restaurante vegan um vêz por semana.

Mas, chega de falar. Deixo vocês com o vídeo:

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: